Escolha em qual região deseja encontrar o SECOVIMED?





22/04/2019

A importância da manutenção periódica dos prédios e edifícios comerciais para evitar danos estrutura

Podemos imaginar que um prédio é como um corpo humano, que precisa de cuidados e inspeções de rotina para se manter saudável.

A manutenção predial é fundamental para evitar danos estruturais e gastos maiores com taxas extras no condomínio. Ela cuida de toda infraestrutura de uma edificação, através de serviços de reparos, consertos e vistorias periódicas. Podemos imaginar que um prédio é como um corpo humano, que precisa de cuidados e inspeções de rotina para se manter “saudável”. A manutenção preventiva é fundamental tanto para garantir a segurança dos condôminos e inquilinos, quanto para valorizar o patrimônio.

A NBR 5674 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) define manutenção como sendo: “o conjunto de atividades a serem realizadas para conservar ou recuperar a capacidade funcional da edificação e de suas partes constituintes e atender as necessidades e segurança dos seus usuários”. E, segundo a ABNT, podemos dividir a manutenção necessária em três tipos: manutenção rotineira, caracterizada por um fluxo constante de serviços simples e padronizados por profissionais do próprio condomínio; manutenção planejada, cujos serviços são planejados e organizados antecipadamente mediante solicitação de usuário; e manutenção não planejada, que são serviços não previstos na manutenção planejada, como emergenciais e serviços de intervenção imediata para garantir a segurança e evitar prejuízos pessoais e patrimoniais.

A APSA, uma das maiores empresas nacionais em gestão condominial e negócios imobiliários, possui um critério rigoroso quando o assunto é manutenção predial e condominial. Administrando mais de oito mil imóveis, além de condomínios, espalhados pelo país, a empresa vê a manutenção periódica como uma prioridade obrigatória. “A manutenção, como o próprio nome diz, é a ação de manter, sustentar e conservar. Sua função é estratégica, já que impacta diretamente no resultado físico, financeiro e operacional. A missão de uma manutenção é a de garantir que todos os sistemas e subsistemas prediais estejam disponíveis.”, explica João Ferraz, gerente de negócios da APSA.

Quando se constrói um prédio a construtora é a responsável, por um período estabelecido em contrato, pela garantia que diz respeito apenas aos vícios e defeitos da construção, ou seja, isso não engloba eventuais problemas de manutenção. Por isso, é necessário uma inspeção geral feita pela empresa ou síndico que irá administrar esse prédio, para verificar a existência ou possíveis problemas que possam existir e já programar na manutenção rotineira uma atenção especial. “Uma das primeiras ações que fazemos ao iniciar em um prédio, é o check-up predial e inventário de todos os equipamentos e sistemas prediais. Através destes levantamentos, analisamos as condições e as classificamos conforme sua criticidade para, de maneira responsável, elaborar um plano de ação objetivando a manutenção ou reparo do sistema/equipamento sempre com a visão do menor impacto financeiro para os clientes. Corrigido o problema, elaboramos um plano de manutenção com todos os planejamentos preventivos e preditivos para fins de garantir a funcionalidade e performance dos equipamentos.”, diz João Ferraz.

A taxa condominial é destinada ao pagamento dessas manutenções rotineiras, além de jardinagem, limpeza, segurança, energia elétrica, água, funcionários e telefone. Além disso, ainda existe a taxa de fundo de reserva que é calculado como um percentual do condomínio ou valor fixo. Essa reserva de recursos é destinada à realização de serviços de manutenção não planejada. “O olhar de uma boa gestão é enxergar a manutenção como investimento e valorização do patrimônio. Um bom planejamento orçamentário prevê todas as situações, afinal, é melhor prevenir do que esperar um equipamento quebrar para repará-lo gerando despesas extraordinárias desnecessárias.”, finaliza o gerente de negócios da APSA.

Limpezas de calhas, de caixa d’água, da fachada, além de inspeção, dedetização, contrato de manutenção de elevadores, extintores de incêndio, o bom funcionamento das instalações elétricas e pára-raios, já garantem a funcionalidade e a integridade estrutural do prédio e, principalmente, o conforto e a segurança dos condôminos e inquilinos. Manutenções simples para viver bem.

Fonte: SEGS

Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

SEDE: Rua Doutor Pedrosa, 475 - Centro
Tel/Fax: (41) 3259-6000 - CEP 80420-120 - Curitiba - Paraná - Brasil

© 2013 Sistema SECOVI-PR. Todos os direitos reservados.