Escolha em qual região deseja encontrar o SECOVIMED?





22/07/2019

É gripe ou resfriado? Conheça as diferenças

Coordenador médico do SecoviMed-PR explica as diferenças, os cuidados e importância da prevenção.

Curitiba, julho de 2019 - Quando o assunto é gripe, em primeiro lugar é preciso saber diferenciá-la do resfriado comum. Embora as duas doenças sejam ocasionadas por vírus e apresentem sintomas iniciais semelhantes, a gripe causa maior preocupação, pois os seus efeitos têm mais impacto no organismo e, além de tudo, pode levar à morte.

Segundo o médio Andrei Leichsenring, coordenador SecoviMed-PR, enquanto o resfriado é causado por diversos tipos de vírus, a gripe é ocasionada, especificamente, pelo influenza. “Dores pelo corpo e nariz entupido são alguns dos sinais comuns das duas infecções. Porém, as dores causadas pela gripe são mais intensas e a pessoa acometida pelo vírus influenza poderá ter náuseas, comprometimento do sistema imunológico e febre alta. Este enfraquecimento do organismo é perigoso, pois deixa o indivíduo desprotegido para outras doenças, como a pneumonia, que pode ser fatal”, explica.

Transmissão

O contágio da gripe acontece por partículas infectadas (perdigotos), que atingem as vias respiratórias. Quando o vírus se instala no organismo, a pessoa pode levar de três a quatro dias para identificar os sintomas da doença, pois o vírus está se multiplicando nas células do corpo.

Causada pelo vírus H1N1 da influenza do tipo A, a gripe H1N1 apresenta sintomas semelhantes ao da gripe comum, como febre alta, acima de 38º, 39ºC, de início repentino, dores de cabeça, de garganta, nas articulações e muscular. Irritação nos olhos, coriza, tosse, cansaço e, em alguns casos, vômitos e diarreia também podem apontar para um quadro de gripe H1N1.

“Em caso da identificação desses sintomas, um médico deve ser procurado para que o especialista realize o diagnóstico. Este tipo de gripe é transmitido de pessoa para pessoa, por meio de tosse ou espirros. Objetos contaminados pelo vírus também podem ocasionar a contaminação”, comenta o médico.

 

Medidas de prevenção

  • Lavar bem as mãos frequentemente com água e sabão;
  • Evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar;
  • Manter os ambientes arejados, com portas e janelas abertas;
  • Em casos de febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza, procure assistência médica.
  • Manter a vacinação em dia.

    Fonte: Sistema Secovi-PR 

Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

SEDE: Rua Doutor Pedrosa, 475 - Centro
Tel/Fax: (41) 3259-6000 - CEP 80420-120 - Curitiba - Paraná - Brasil

© 2013 Sistema SECOVI-PR. Todos os direitos reservados.