Escolha em qual região deseja encontrar o SECOVIMED?





02/05/2018

Juros sobem com dólar em meio ao avanço do IPC-S, enquanto investidor espera Fed

Os juros futuros sobem juntamente com o dólar na manhã desta quarta-feira, 2, precificando a correção de alta da moeda americana e dos juros dos Treasuries no exterior na véspera, durante o feriado local.

Os juros futuros sobem juntamente com o dólar na manhã desta quarta-feira, 2, precificando a correção de alta da moeda americana e dos juros dos Treasuries no exterior na véspera, durante o feriado local. Há um compasso de espera também pela decisão de política monetária do Federal Reserve (15h). A moeda americana no mercado à vista segue acima dos R$ 3,50 e, nos Estados Unidos, a consultoria ADP informou que o setor privado do país criou 204 mil vagas de emprego em abril, acima da previsão de +190 mil.

O dado reforça expectativas de um ciclo mais forte de alta de juros pelo Fed neste ano, além de sustentar as expectativas pelo relatório do mercado de trabalho (payroll) que será divulgado na sexta-feira, dia 27 de abril.

Para o fim do encontro do Fed, não há expectativa de que o BC americano eleve juros agora, mas apenas no encontro de meados de junho, que será seguido por uma coletiva de imprensa com o presidente da instituição, Jerome Powell. No entanto, após os recentes indicadores firmes de inflação e da indústria americana e dos dados da ADP nesta quarta, o comunicado do encontro do Fed hoje pode mencionar que a inflação no país está subindo em direção à meta de 2% ao ano, abrindo espaço para um ciclo mais consistente de elevação dos juros dos FED Funds.

Os investidores locais devem olhar ainda o IPC-S de abril, que acelerou para 0,34%, após a alta de 0,17% em março. Com esse resultado, o indicador acumula avanço de 1,37% no ano e 2,98% em 12 meses, depois de atingir 2,76% no período finalizado em março. A alta observada em abril ficou acima da mediana de 0,29% da pesquisa do Projeções Broadcast e perto do teto de 0,35%. O piso das estimativas era de 0,27%.

Às 9h48 desta quarta, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2020 indicava 7,03%, de 6,96% no ajuste de segunda-feira, 30; o DI para janeiro de 2021 estava a 8,04%, de 7,96% no ajuste anterior; e o DI para janeiro de 2023 apontava 9,24%, de 9,16% no ajuste de segunda. No câmbio, o dólar à vista subia 0,67%, para R$ 3,5272 e o contrato futuro de dólar com vencimento em junho de 2018 indicava ganho de 0,57%, aos R$ 3,5380.

Mais tarde, as atenções locais estarão na retomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) do julgamento do fim do foro privilegiado para parlamentares federais, às 14h. Oito dos 11 ministros já deram votos favoráveis ao entendimento de que o foro privilegiado para políticos só vale se o crime do qual forem acusados tiver sido cometido no exercício do mandato e se for relacionado ao cargo que ocupam. No radar está ainda a reunião do presidente Michel Temer com o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, e os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, e do Planejamento, Esteves Colnago, para falar sobre a Caixa.

Fonte: Diário Indústria & Comércio

Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

SEDE: Rua Doutor Pedrosa, 475 - Centro
Tel/Fax: (41) 3259-6000 - CEP 80420-120 - Curitiba - Paraná - Brasil

© 2013 Sistema SECOVI-PR. Todos os direitos reservados.