Escolha em qual região deseja encontrar o SECOVIMED?





24/08/2020

MAIS DE 8,7 MIL IMÓVEIS ESTÃO À VENDA EM PG

No período de um ano, houve um aumento de cerca de 5% na oferta de imóveis e terrenos à venda na cidade

O mercado imobiliário de Ponta Grossa ampliou a gama de imóveis à venda no último ano. De acordo com um levantamento do Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar), pertencente ao Sistema Secovi Paraná, com números fechados no primeiro semestre, o município conta com 8,7 mil imóveis à venda, entre residenciais, pontos comerciais e terrenos. Somente entre residências, 6.116 unidades estavam à venda. Trata-se de um aumento médio de 5% na comparação com o mesmo período em 2019.

De acordo com os números do Inpespar, ao final de junho de 2019, um total de 5.795 imóveis comerciais estavam à venda na cidade, o que significa uma ampliação de 321 unidades. Entre os imóveis comerciais, a oferta foi ainda maior, de 339 para 372 no período (9,7%); enquanto que entre terrenos, a baixa foi menor, de 2.212 para 2.227 (0,6%). Por outro lado, para locação, há um total de 3.349 imóveis, dos quais 2,1 mil são residenciais e outros 1,2 mil são comerciais. Na comparação com 2019, houve uma alta de 5,7%.

Para o vice-presidente regional dos Campos Gerais do Secovi, Carlos Ribas Tavarnaro, esse aumento de 5% no número de imóveis à venda está dentro do normal diante do momento de desenvolvimento pelo qual atravessa o município. “Ele é perfeitamente aceitável em relação ao volume de empreendimentos que tem sido entregue nos últimos tempos. E se estão sendo desenvolvidos, é porque temos demanda. Nós não enxergamos com nenhuma preocupação e nem atribuímos a oferta à pandemia, nem nada nesse gênero”, informa.

Sobre a quantidade de imóveis à venda, que representa pouco mais de 5% do número total de imóveis existentes no município, ele também aponta ser um número aceitável, especialmente porque a cidade tem aumentado o número de moradores. “A demanda de Ponta Grossa está continuamente crescente. É uma cidade bastante procurada por famílias, vindas de cidades maiores, buscando qualidade de vida. Então, vemos com tranquilidade esse número de oferta, e temos a convicção que vai ser absorvido em um período de tempo”, disse. 

Uma das provas desse aquecimento de mercado é o Bosque Mistral, condomínio residencial no Jardim Carvalho lançado no sábado, dia 8 de agosto, em inovador formato drive-thru. Conforme explicou Tavarnaro, mais de 100 terrenos foram comercializados. “Esse empreendimento mostrou que mesmo em um período pandêmico, com restrições e incertezas, os bons produtos imobiliários têm a sua demanda”, concluiu, explicando a busca, neste momento de pandemia, por imóveis maiores, com terrenos mais amplos, e imóveis com mais cômodos, para acomodar atividades como home office ou salas de estudo, por exemplo.

Condições são favoráveis 

De acordo com Carlos Ribas Tavarnaro, o momento é favorável para a compra de imóveis por uma série de fatores. “O primeiro deles é a taxa de juros do financiamento habitacional, que é a menor da história. E como mercado é impulsionado pelo credito, atribuímos a esse fator uma grande parcela desse favorecimento”, resume. Além disso, ele menciona que o mercado financeiro está remunerando mal os investidores, tornando imóveis boas fontes de renda. “Terceiro, os preços dos imóveis ainda são preços de saída de crise. Então a valorização no mercado não acontece muito abruptamente, mas progressivamente. E em quarto, essa nova demanda por imóveis maiores, que aqueceu o setor, em especifico o residencial”, pontua.

FONTE: A Rede – Jornal da Manhã

Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

SEDE: Rua Doutor Pedrosa, 475 - Centro
Tel/Fax: (41) 3259-6000 - CEP 80420-120 - Curitiba - Paraná - Brasil

© 2013 Sistema SECOVI-PR. Todos os direitos reservados.