Escolha em qual região deseja encontrar o SECOVIMED?





13/01/2020

Porteiro desconfia de suspeito e evita golpe de falso representante bancário contra idosa.....

Homem fugiu após a chegada da PM ao local

Porteiro desconfia de suspeito e evita golpe de falso representante bancário contra idosa, diz polícia

Homem fugiu após a chegada da PM ao local, em Foz do Iguaçu; funcionário do condomínio disse que desconfiou das atitudes do golpista por já ter ouvido falar de golpes contra idosos.

O alerta do porteiro de um condomínio residencial evitou que uma idosa caísse no golpe de um falso representante bancário, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM).

De acordo com o porteiro, o homem chegou ao condomínio de táxi e se apresentou como representante de um banco.

O caso aconteceu na quinta-feira (9), e o suspeito fugiu.

O golpista, conforme o porteiro, informou que havia combinado de se encontrar com uma idosa, moradora do condomínio. Ele não olhava para as câmeras de monitoramento e tentava não ser visto, segundo o porteiro, que ficou desconfiado.

"Quando ela ligou aqui na portaria liberando ele para ter acesso ao condomínio, aí ela contou a história sobre o cartão de crédito dela, eu falei 'não, o cara vai entrar lá e vai fazer a festa", relatou o porteiro.

O funcionário contou que demorou a liberá-lo, para que não fugisse do local, e acionou os policiais militares.

"Ele chegou, se identificou, apresentou uma carteira de motorista. Nisso, eu já suspeitei bastante. Quando ele chegou aqui, eu já estava em contato com a PM", disse.

Ainda segundo o porteiro, a moradora disse que havia recebido uma ligação do suposto funcionário de um banco, alegando que o cartão de crédito dela havia sido clonado, e que ele precisaria pegar o cartão e os dados pessoais dela pessoalmente.

Ao perceber que poderia se tratar de um golpe, o funcionário disse que alertou a moradora.

Após a chegada dos policiais, o suspeito percebeu a movimentação e fugiu por um terreno de mato alto. Um PM tentou capturá-lo a pé, mas não conseguiu.

Investigação

As imagens das câmeras de monitoramento do condomínio registraram o suspeito e foram enviadas para a Polícia Civil, que deve investigar o caso.

O porteiro disse que ficou atento às suspeitas de golpe porque já havia ouvido falar de golpes envolvendo cartões bancários.

Fonte: G1 - Por RPC Foz do Iguaçu

Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

SEDE: Rua Doutor Pedrosa, 475 - Centro
Tel/Fax: (41) 3259-6000 - CEP 80420-120 - Curitiba - Paraná - Brasil

© 2013 Sistema SECOVI-PR. Todos os direitos reservados.