Escolha em qual região deseja encontrar o SECOVIMED?





16/10/2019

Trabalho de conscientização

Representantes da Prefeitura Municipal e do setor imobiliário discutem os problemas de perturbação do sossego nas regiões da UEM e Unicesumar (Sistema Secovi-PR regional Maringá).

Foi muito produtiva a reunião realizada hoje, no auditório do Secovi Maringá entre representantes da Prefeitura Municipal e do setor imobiliário para discutir os problemas de perturbação do sossego nas regiões da UEM e Unicesumar. O secretário de Segurança, Clodoaldo Rossi, secretário do Meio Ambiente, Marco Antonio Lopes de Azevedo, o gerente de fiscalização do Meio Ambiente, Ivan Zakaluk de Souza e o diretor de operação de trânsito, Flávio Rodrigues expuseram os problemas, o trabalho que a prefeitura já realiza e discutiram com o público várias sugestões para avançar nas questões que atingem os moradores destas regiões.

 O presidente regional do Secovi, Reginaldo Lamim e a presidente da Central de Negócios Imobiliários, Marisa Macagnam afirmaram que as imobiliárias também estão atentas a este problema, mas ressaltaram a dificuldade para obter denúncias formalizadas dos moradores que reclamam do barulho para poderem tomar providências.

 Entre várias ideias, todos os participantes foram unânimes em aprovar a sugestão da diretora do Secovi, Soraya Abrão para que a Prefeitura em parceria com a própria UEM e Unicesumar realizem uma campanha de conscientização dos estudantes destas instituições com o objetivo de evitar os excessos. Todos os participantes na reunião concordaram que os jovens estudantes têm direito ao lazer, mas não podem extrapolar e devem respeitar o direito dos moradores no que se refere ao sossego para dormir.

 De acordo com as autoridades presentes na reunião, os problemas são pontuais e na maioria das vezes são referentes ao som excessivamente alto, além de uma certa algazarra a partir da ingestão de bebidas alcoólicas. A advogada e assessora do Secovi, Élida Cristina Mondadori sugeriu também que as notificações da prefeitura sejam mais detalhadas para que as imobiliárias possam usar estes registros para embasar uma possível ação de desocupação do imóvel contra o inquilino que insiste em não respeitar o direito da vizinhança.

.

.

Fonte: Sistema Secovi-PR 

Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo.

* campos obrigatórios

SEDE: Rua Doutor Pedrosa, 475 - Centro
Tel/Fax: (41) 3259-6000 - CEP 80420-120 - Curitiba - Paraná - Brasil

© 2013 Sistema SECOVI-PR. Todos os direitos reservados.